março 02, 2009

Quem não gosta de HQ?

Aconteceu há duas semanas atrás no shopping cidade das flores, uma exposição de charges e tirinhas do jornal ANoticia em que Pablo Mayer expôs um pouco do seu trabalho no jornal. Pesquisando um pouco sobre essa arte da ilustração encontrei um trabalho muito bacana, que vale a pena conhecer já que tem suas raízes aqui em Joinville.


O Álbum em quadrinhos A Casa ao lado escrito por Diogo Cesar e desenhado por
Pablo Mayer foi premiado pelo edital de apoio à cultura da Fundação Cultural de Joinville e publicado pela Editora HQM e já fez sua estréia nacional.

Na entrevista feita por Paulo Costa para HQM que mostra um pouco de como surgiu a historia e a relação com Joinville. Na entrevista eles comentam da chance que tinham em ganhar a verba do edital de apoio à cultura da Fundação Cultural de Joinville, a linha narrativa que envolvia a historia da cidade e que para isso foram necessárias varias pesquisas, incluindo o estudo da arquitetura das casas antigas da cidade e um pouco de folclore da vizinhança de cada uma delas.

“... Na cidade, existem casas aparentemente abandonadas, mas completamente conservadas, com gente paga para cuidar do jardim e tudo mais. Chegamos a bater na porta de algumas delas, para tentar confirmar se estavam abandonadas. De fato, não havia ninguém.

Também entrevistamos pessoas do arquivo histórico e pesquisamos jornais antigos. Descobrimos coisas interessantíssimas que inclusive nos levaram a acreditar que o final de nossa história pudesse realmente acontecer. Seria bacana.
Existem alguns fatos verídicos. Houve dois tremores em Joinville nas mesmas datas da história. É o motivo pelo qual ela começa no dia 29 de junho de 2007. O primeiro tremor de fato deixou a cidade muito curiosa. Até hoje não se sabe ao certo o que aconteceu. Em nossa história, criamos nossa versão do acontecido. O projeto existe desde a metade do primeiro semestre de 2007.”
Veja entrevista completa




A entrevista feita por Paulo floro para revista O Grito destaca que no primeiro álbum por uma editora, quadrinhistas catarinenses ganham distribuição nacional em álbum sobre uma casa mal-assombrada na periferia de Joinville. Em uma de suas respostas Pablo comenta sobre a qualidade e valorização do material nacional e Diogo elogia a iniciativa do governo de Joinville
Veja
entrevista completa

Vocês tiveram apoio público para terminar o álbum. Acreditam que quadrinhos no Brasil precisam mais desse incentivo ou as editoras também precisam acordar para publicar mais autores nacionais?

Pablo: Todo incentivo é importante. O quadrinhista precisa se esforçar para mostrar o seu trabalho e procurar meios para fazê-lo. As editoras estão acordando, basta ver a quantidade de material nacional que elas andam publicando. Falamos muito na injustiça do mercado, que valoriza demais os autores estrangeiros, mas esquecemos que as editoras são empresas e precisam de lucros. Cabe a nós, quadrinistas brasileiros, melhorar a qualidade no nosso material.

Diogo: A cultura em geral precisa de todo o apoio que puder conseguir. a iniciativa do governo de Joinville é louvável e tem ajudando em muito o desenvolvimento de todo o tipo de arte na cidade, com isso, tem se melhorado muito a qualidade do que é produzido também.


Veja aqui os comentários feitos por Paulo Floro para revista O Grito

Conheça mais sobre Pablo Mayer em seu blos brabos comics; e sobre Diogo Cesar aqui

Imagens retiradas da HQ Maniacs e da revista O Grito

2 comentários:

Fabio Couto disse...

Gde Miguel e equipe! Parabeens pelo blog. Envio o prêmio Dardo e linkei este blog ao nosso. Abraço.

Carolina Bornholdt disse...

Grande Pablo Mayer!
Também linkei este blog, tem sempre alguma coisa interessante para ver.